terça-feira, 31 de julho de 2007

Voltando às origens

Hoje tive uma sensação estranha. Voltei ao palco dos meus vinte e poucos anos: o prédio em que estudei na faculdade. Tudo parece e está diferente: as portas com outras cores, as paredes com novos cartazes, as salas ainda mais detonadas. Só o elevador continua o mesmo, com oito botões, indicando oito andares, apesar do prédio só ter cinco. Na verdade, acho que o prédio está como era antes, reflexo de quem estuda por lá. Agora sou estrangeira para aqueles corredores.