sábado, 28 de julho de 2007

Só vamos então deixar combinado, aqui é a vida real

Sem dúvidas, estou torcendo pelo Brasil no Pan. Sofri com as gurias do vôlei e do basquete. Vibrei com as vitórias do nosso João Derly, do Hugo Hoyama e das craques do futebol feminino. O fato de termos, vergonhosamente, gasto mais do que o triplo do orçamento pra sediar a competição não pode atrapalhar a torcida pelos nossos atletas. Ao mesmo tempo fico pensando que a partir da próxima segunda-feira voltaremos à rotina dos nossos noticiários de TV, rádio e jornal. Trocaremos as entrevistas com os medalhistas e as notícias direto do Engenhão pelas matérias que ficaram arquivadas durante as últimas duas semanas. Ao apagar da pira, soará o apito para o início de um novo jogo: o da vida real.